Inovação

Hackers: como eles atacam e quais as maneiras de evitar

Formas de hackear são diversas, mas há como dificultar e impedir ataques

O mundo digital e a tecnologia nos proporcionam diversas facilidades no dia-a-dia, mas também podem acabar prejudicando pessoas e, até mesmo, empresas.

Muitas informações são armazenadas em computadores e smartphones a todo momento e esses dados podem parar na mão das “pessoas erradas”. Isso pode acontecer através dos ataques de hackers. Inclusive, já foram divulgadas diversas notícias sobre tentativas de ataques aos servidores, principalmente de grandes empresas, e, também, de órgãos públicos.

Hackear significar manipular computadores e sistemas conectados a eles com a finalidade de acessar informações. Os dados manipulados, geralmente, passam por conexão de rede para fornecer ligação ao sistema. E isso pode ser feito por qualquer pessoa, já que pacotes de ataques estão disponíveis na internet e podem ser acessados de maneira fácil.

ALGUNS TIPOS DE ATAQUES

Existem muitos caminhos para hackear um computador. As técnicas mais comuns incluem o uso de vírus, cavalos de troia, ransomware, sequestro de navegadores e DDoS.

O DDoS attack sobrecarrega as atividades do servidor dos computadores, deixando-os mais lentos e tornando o acesso aos sites indisponíveis. Já o port scanning atack utiliza um malware que busca falhas no servidor e, ao encontrar, informa qual entrada está vulnerável, permitindo a exploração de todos os arquivos e informações daquela máquina.

Há também o ransomware, que bloqueia todos os arquivos do servidor, permitindo que o hacker tenha controle remoto desses.

O cavalo de troia, uma das ameaças mais comuns, só realiza uma ação após o usuário autorizar. Isso acontece, geralmente, quando a vítima executa algum anexo infectado que recebeu por e-mail, por exemplo, e todo o computador é afetado.

Ataques pelo browser, que utilizam engenharia social e diferentes formas de phising para achar vulnerabilidades, e ataques furtivos, que são efetuados por meio de um dispositivo pessoal que invade a rede protegida e têm o objetivo de roubar dados e desviar dinheiro, são outras formas muito utilizadas para hackear um sistema.

COMO SE PROTEGER

É importante que todos os métodos para evitar ou impedir um ataque de hacker sejam utilizados.

O uso de firewalls e ferramentas antivírus são as formas mais básicas para se prevenir das ameaças. Mas não adianta somente tê-las instaladas no computador. Examiná-lo com frequência utilizando os programas antivírus é indispensável.

Ao criar contas de e-mail ou em redes sociais, é essencial que todos os procedimentos de verificação que o site oferece sejam utilizados, como verificação por SMS, por exemplo.

As senhas também devem ser protegidas. O usuário nunca deve fornecê-las a ninguém e o código de acesso criado deve ser difícil. O próprio iPhone, por exemplo, sugere senhas fortes no momento do cadastro ou criação de contas em sites e redes sociais.

Outra dica é fazer back-up de todos os arquivos, salvando-os em um sistema separado, como um HD (hard-drive), que não está conectado à internet.

As atualizações de softwares também são imprescindíveis para diminuir vulnerabilidades e evitar que vírus sejam instalados.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s